18.8.08

Tributo a César Cielo

Vamos desviar um pouco nosso caminho, caro leitor, para homenagear a enorme conquista desse rapaz de Santa Bárbara D’Oeste, que se tornou o mais rápido nadador olímpico na mais rápida prova da natação.

Digo, sem pudores, que fiquei emocionado ao vê-lo chorando no pódio. Fiquei imaginando que insondáveis sacrifícios ele havia feito para estar ali, para viver aqueles instantes e a consagração posterior.

Aqui vai, portanto, esses parabéns anônimos ao maior nadador brasileiro de todos os tempos.
(continua...)

Nenhum comentário: